Queda de Cabelo

Shampoo para queda de cabelo realmente funciona?

Quando o shampoo antiqueda conta com ingredientes que têm sedimentação científica, como a baicalina, os germinados da soja e do trigo e a cafeína anidra, ele é capaz de estimular a microcirculação da região do couro cabeludo e dar bons resultados quando aliado a outros tratamentos.

Ao primeiro sinal de queda capilar, é muito comum que as pessoas busquem tratamentos mais práticos e que possam ser incluídos no dia a dia. Mas algumas perguntas ficam no ar: o que de fato estimula o crescimento dos fios? Será que o shampoo antiqueda está incluído no rol de produtos que realmente valem a pena investir?

Segundo a dermatologista Dra. Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, temos no mercado muitos shampoos para melhorar não só a questão da queda, mas também a redensificação, o ganho de proteína, a espessura e o crescimento do fio. “Mas antes de qualquer tipo de tratamento, o paciente sempre deve consultar um dermatologista ou tricologista que fará um bom diagnóstico do problema.

mulher mexendo no cabelo

Muitas vezes esse paciente está passando por um processo de alteração hormonal, carências nutricionais, alterações em relação à qualidade de vida, sono, estresse, tabagismo, fazendo uso de álcool em grande quantidade, alimentando-se mal, períodos de jejum prolongado, anemia ferropriva, enfim, existem vários diagnósticos que nós devemos fazer a fim de oferecer um tratamento multifuncional, orientado, customizado e baseado em evidências científicas, em vez de colocar um único produto como expectativa de tratamento”, afirma a médica. Ou seja, o shampoo antiqueda funciona – como auxiliar do tratamento prescrito pelo médico.

Por que usar um shampoo antiqueda? O que buscar na fórmula?

O couro cabeludo quando é tratado de maneira extremamente eficiente, com uso de produtos prescritos pelo médico, torna-se mais saudável e isso vai diminuir a incidência de caspa, dermatite seborreica e, por consequência, a queda capilar. Além disso, o shampoo antiqueda ajuda na eliminação de resíduos, que podem dificultar o crescimento dos fios.

Mas é de suma importância estar atento ao rótulo dos produtos. Muitos deles, segundo a dermatologista, apresentam-se como “bombas de crescimento” e são apenas shampoos “sem sal”, que na verdade é apenas com relação ao lauril sulfato de sódio, mas podem ter outros sais, e não contam com ativos que realmente melhorem a queda.

mulher loira mexendo no cabelo

Existem, sim, alguns ingredientes ativos que têm sedimentação científica no estímulo da microcirculação da região do couro cabeludo e do bom funcionamento celular, para realmente agir na melhora da qualidade da área. Dentre eles:

Baicalina

É um flavonoide que protege contra o dano oxidativo, retarda o envelhecimento celular e é capaz de promover a proliferação de células endoteliais de microvasos, segundo estudo da Universidade de Turim, na Itália. Com isso, há um aumento do suprimento sanguíneo que é essencial para o crescimento dos fios.

Germinados de soja e trigo

Capazes de aumentar a proliferação celular e estimular o metabolismo das células, com resultados no crescimento capilar segundo estudo publicado no Journal of Applied Biological Chemistry.

Cafeína anidra

É um ativo de alta capacidade de penetração na pele que possui o mesmo princípio da finasterida ao inibir a enzima 5 α-redutase, responsável pelo afinamento dos fios. Segundo estudos da Universidade de Lubeck, na Alemanha, a cafeína é capaz de acelerar em 25% o crescimento dos cabelos, além de também agir no aumento do volume dos fios, pois previne que as células capilares morram ou entrem em estado de dormência.

Tratamentos

A linha de dermocosméticos capilares Capellux, da Cosmedicaldesenvolvida com esses três ativos (baicalina, germinados de soja e trigo e cafeína anidra) e conta com quatro produtos: um shampoo para cabelos oleosos, um shampoo para cabelos normais, um condicionador e um tônico. Ao unir os ingredientes em sinergia, a Linha Capellux Antiqueda ajuda a regularizar o ciclo capilar e, de acordo com estudo clínico realizado em 61 voluntários, demonstrou, em apenas três meses, reduzir a queda capilar em até 60,6% e aumentar a densidade dos fios em até 59,3%.

Além disso, existe uma série de tratamentos que podem ser feitos no consultório médico, como microagulhamento, LEDs, lasers fracionados não ablativos, entre outros. E o médico poderá, ainda, indicar alguns produtos para se usar em casa, como os bonés ou capacetes de LEDs com a tecnologia LLLT – Low Level Laser Therapy (Terapia de Luz com Baixa Potência). Para o tratamento de queda capilar, esses produtos tecnológicos, como o boné Capellux ou o capacete Capellux i9, emitem a luz vermelha, que fornece energia para as células – o que colabora diretamente para a nutrição e saúde dos folículos, estimulando o crescimento dos fios.

Cientificamente falando, a luz vermelha no comprimento de 660 nanômetros fornece energia, na medida em que a estrutura celular localizada nas membranas da mitocôndria (pulmão das células) são estimuladas a produzir mais ATP (energia). “Com mais energia e nutrientes, as células operam em condições otimizadas no desempenho de suas funções, o que promove um aumento da quantidade e volume dos fios, que também ficam mais grossos”, explica o dermatologista Dr. Jardis Volpe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. O procedimento é confortável e não há aquecimento da pele.

mulher puxando o cabelo

Essa tecnologia pode, ainda, ter seu efeito potencializado com o uso dos shampoos, condicionadores e tônicos antiqueda da linha Capellux. Assim, o boné Capellux ou o capacete Capellux i9 ainda funcionam como um drug delivery, ou seja, permitindo maior penetração dos ativos. Por isso, o ideal é lavar com um shampoo antiqueda Capellux, utilizar um condicionador da mesma linha e, com o cabelo seco, usar a tecnologia de LEDs e, em seguida, aplicar o tônico Capellux ou algum medicamento tópico (como o minoxidil) prescrito pelo médico diretamente no couro cabeludo. A resposta vai ser ainda melhor, segundo os dermatologistas.

Por fim, lembre-se: sempre que você sentir que os seus cabelos estão caindo mais do que deveriam ou ficando mais finos, consulte um médico especializado. Apenas ele poderá realizar uma avaliação e indicar o melhor tratamento combinado para você.

Fontes consultadas:

Dra. Claudia Marçal

É médica dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da American Academy Of Dermatology (AAD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD). É speaker Internacional da Lumenis, maior fabricante de equipamentos médicos a laser do mundo; e palestrante da Dermatologic Aesthetic Surgery International League (DASIL). Possui especialização pela AMB e Continuing Medical Education na Harvard Medical School. É proprietária do Espaço Cariz, em Campinas – SP.

Dr. Jardis Volpe

Dermatologista; Diretor Clínico da Clínica Volpe (São Paulo). Formado pela Universidade de São Paulo (USP); Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia; Membro da Sociedade Americana de Laser, da SBD e da Academia Americana de Dermatologia; Pós-graduação em Dermatocosmiatria pela FMABC; Atualização em Laser pela Harvard Medical School.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.